Rio quer facilitar acesso de deficientes aos polos gastronômico

As secretarias de Desenvolvimento Econômico Solidário e da Pessoa com Deficiência do Rio estão criando através de uma regulamentação conjunta o Programa Polos Gastrostômicos Inclusivos. Trata-se de uma iniciativa para melhorar o acesso das pessoas com limitações físicas aos estabelecimentos inseridos no Programa Polos do Rio.
A resolução prevê a realização de Encontros de Sensibilização, que vão expor aos donos de restaurantes, participantes dos Polos, metres e gerentes dos estabelecimentos os benefícios de adesão ao Programa. Serão palestras sobre o conceito de acessibilidade física/espacial, materiais de comunicação visual, cardápios e outros conceitos importantes para o sucesso do empreendimento.
Descrição da imagem: Juliana Oliveira, publicitária, na Lagoa Rodrigo de Freitas, local adaptado para circulação de cadeiras de rodas.
Numa segunda etapa, já para os restaurantes que aderirem ao Programa, haverá Encontros de Capacitação, onde serão apresentadas as características e necessidades de cada deficiência, simulações do dia a dia das pessoas com deficiência, além de orientação como melhor lidar com estas pessoas.
Por fim, nos Encontros de Orientação serão passadas as normas básicas de acessibilidade, com objetivo de desmistificar ao tema, mostrando alternativas nos espaços para o melhor atendimento à pessoa com deficiência. A inciativa foi muito bem recebida pelos Polos e dez deles já demonstraram interesse em participar do projeto, totalizando 136 estabelecimentos.
Fonte: site Correio do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website