Petrópolis é polo de capacitação para atendimento odontológico de deficientes

Descrição da imagem: foto do consultório odontológico com todos os aparelhos.O Centro Odontológico (CEO) de Corrêas foi escolhido para sediar a Capacitação dos Profissionais da Atenção Básica para o Atendimento a Portadores de Deficiência. A capacidade instalada e o trabalho que é realizado na unidade foi o que motivou os organizadores a promover o curso em Petrópolis. Vinte e nove profissionais – sendo 21 dentistas e oito assistentes de saúde bucal (ASB) – estão participando das aulas práticas.

A capacitação está sendo garantida pela Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS) e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). São elas as responsáveis pelo curso em cidades da Região Serrana do Rio de Janeiro. As aulas são uma iniciativa do programa Plano Viver sem Limite, do governo federal, e têm como objetivo capacitar profissionais integrantes das equipes de saúde bucal do Sistema Único de Saúde (SUS), para que possam desenvolver a atenção e o cuidado no atendimento a pessoas com algum tipo de deficiência.

A atenção especial e o carinho são os principais requisitos dos profissionais para o sucesso no atendimento a essas pessoas. “A forma de abordagem aos pacientes é o maior desafio. Alguns não conseguem ficar parados e não deixam que o profissional realize o atendimento. Por isso é importante ter todo esse cuidado especial”, comentou a tutora do curso e dentista do CEO de Corrêas, Juliana de Araújo Soria.

Para a equipe de profissionais de Cantagalo, o curso possibilita realizar um atendimento mais qualificado aos pacientes com deficiência. “Está sendo muito importante ver, na prática, o que aprendemos nas aulas teóricas”, comentou Roberta Machado Batista, dentista há oito anos. Além de Petrópolis e Cantagalo, também estão participando profissionais de São José do Vale do Rio Preto, Guapimirim, Bom Jardim, Teresópolis, Cachoeiras de Macacu e Cordeiro. As aulas práticas no CEO de Corrêas seguem até a próxima semana. Por dia, oito pacientes são atendidos.

Fonte: site Tribuna de Petrópolis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website