Ifro terá que realizar nova prova para professor de Libras

Descrição da imagem: foto da entrada da Instituição Federal de Educação.A Justiça Federal determinou que o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro) realize novamente a prova objetiva para o cargo de professor de Língua Brasileira dos Sinais (Libras), com lotação em Ji-Paraná (RO). A avaliação foi realizada no último dia 1º de junho, mas, segundo candidatos surdos, não foram disponibilizadas condições adequadas aos pessoas com deficiência auditiva. O Ifro ainda não foi notificado oficialmente sobre a decisão.

De acordo com os autos do processo, os candidatos surdos de Ji-Paraná informaram ao MPF que houve tratamento desigual na aplicação da prova prática, porque havia apenas um intérprete de Língua Brasileira dos Sinais Libras prestando atendimento. “À luz dos princípios constitucionais da legalidade, da impessoalidade e da isonomia, às pessoas com deficiência auditiva deve ser garantido o pleno exercício de seus direitos, entre os quais se inclui o de se comunicar e expressar por meio de comunicação própria”, destacou o juiz federal Alaor Piacini, ao concordar com o argumento dos concorrentes surdos.

Na decisão, o magistrado determina a anulação da prova realizada em junho e a aplicação de um novo exame em até 60 dias. Na oportunidade, o Ifro deverá garantir a presença de intérpretes de Libras em número compatível com a quantidade de concorrentes surdos, durante todo o tempo que durar a avaliação. Procurado pelo G1, o instituto informou que ainda não recebeu a notificação sobre a decisão, mas adiantou que cumprirá todas as determinações judiciais.

Fonte: G1/RO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website