É possível recuperar a memória perdida por Alzheimer, diz Nobel da Medicina

Afinal as pessoas que sofrem de Alzheimer podem recuperar a memória. A investigação, conduzida este ano pelo Prémio Nobel da Medicina Susumu Tonegawa (1987), revela a possibilidade de um tratamento curar os estragos provocados pela doença.

A equipa de investigadores usou ratos de laboratório para mostrar sintomas semelhantes aos dos seres humanos que sofrem de Alzheimer. Conclui que o estímulo de áreas específicas do cérebro com luz azul permite aos animais recuperarem experiências e memórias que pareciam esquecidas.

São as primeiras evidências de que a doença de Alzheimer não destrói por completo as memórias específicas. Os doentes têm apenas dificuldades em recuperá-las.

A Organização Mundial de Saúde estima que em 2050 a demência afete 131 milhões de pessoas.

 
Fonte: site da Rádio Comercial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website