Deficientes ganham cadeiras anfíbias e chance de surfar no litoral do RS

Graças à tecnologia, relaxar e se refrescar como qualquer veranista têm deixado de ser uma realidade distante do público com necessidades especiais que vai às praias do país. No Rio Grande do Sul, a temporada de verão deste ano conta com pelo menos dois projetos que levam cadeiras anfíbias e outros equipamentos, incluindo pranchas especiais de surf, para assegurar acessibilidade a deficientes físicos e visuais.


Uma das opções gratuitas para cadeirantes gaúchos está disponível nos 11 municípios cobertos pelo Estação Verão 2014. Segundo o Sesc do Rio Grande do Sul, responsável pelo projeto, as cadeiras anfíbias ficarão periodicamente distribuídas em diferentes praias. Nesta semana, por exemplo, o empréstimo dos equipamentos está ocorrendo diariamente em Balneário Pinhal, das 10h30 às 16h30, e em Capão da Canoa, das 9h às 18h.
Já o governo estadual, que traz serviços ao litoral através do projeto “Verão numa Boa”, escolheu Capão da Canoa e Arroio do Sal para promover iniciativas de acessibilidade. Além da cadeira-anfíbia, ainda estão sendo oferecidos biciletas e equipamentos adaptados para praticar surf e vôlei,“O projeto é gratificante, as pessoas já estão procurando as atividades que nós realizamos com toda atenção e segurança possível, sempre em área onde estão os salva-vidas”, detalhou a terapeuta ocupacional da Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (Faders), Sabrina Pavani.
A especialista ainda ressaltou que o banho assistido na cadeira anfíbia é direcionado para pessoas que possuem mobilidade reduzida, idosos e gestantes. “O projeto ainda pode ser utilizado por pessoas cegas, já que a bicicleta adaptada é dupla e o deficiente mesmo guiado por um instrutor pedala e tem todas as sensações como se estivesse guiando a bicicleta sozinha”, explicou.


Segundo a terapeuta, a bocha adaptada funciona também na beira da praia e pode ser usada por pessoas com qualquer tipo de deficiência. Já a prancha para o surf é uma inovação que, na prática, possibilita todas as sensações do esporte. “Qualquer pessoa que possui os membros superiores firmes e consegue fazer o movimento pode praticar o vôlei sentado, uma das modalidades que também oferecemos este ano”, ressaltou.


Em Capão da Canoa, os empréstimos de bicicletas, cadeiras anfíbias e surf do projeto governamental ocorrerão de janeiro até março, das 9h às 12h e das 15h às 18h. Em Arroio do Sal, o empréstimo pode ser obtido todas as sextas e sábados, das 9h às 12h e das 15h às 18h.


Fonte: Site G1.com por G1RS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website