Aluno da Uern cria aplicativo para auxiliar comunicação em Braille

Descrição da imagem: foto da aplicativo que auxilia na utilização do aplicativo.Mesmo não sendo deficiente visual, qualquer pessoa já pode, comunicar-se e entender a linguagem Braille através da internet, graças a um aplicativo criado por um ex-aluno do curso de Ciência da Computação, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern). O BrailleApp Free já pode ser baixado na internet, gratuitamente na loja virtual Google Play, onde está disponibilizado desde o dia 5 de setembro e já tem sete recomendações por parte dos internautas. 

O aplicativo é resultado do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)  do aluno Ailton Francisco de Luna e Silva. O professor do curso de Ciência da Computação no campus da Uern, em Neópolis, Raul Benites Paradeda, orientador do TCC disse que levou um ano, praticamente, para a elaboração do trabalho.

Raul Benites disse que Ailton de Luna e Silva já havia manifestado interesse em criar o app antes mesmo de iniciar o TCC e começou a fazer persquisa por conta própria. Benites explicou que a ideia de Ailton Silva surgiu da necessidade que as pessoas tinham de comunicar-se com deficientes  visuais, que usavam, redigiam e liam em alfabeto  Braille. 

“Diante da dificuldade dos coletas, ele resolveu criar o aplicativo”, declarou o professor. O aplicativo passou a facilitar o acesso a informações online no próprio sistema informatizado da Uern. Segundo Benites, o aplicativo “é mais voltado para videntes, pessoas que não são cegas, porque o aplicativo ensina a pessoa a conhecer e aprender os sinais do alfabeto em Braille” pois permite tradução para o Português e vice-versa. 

O aplicativo BrailleApp só pode ser baixado em telefones celulares e smartphones que rodam o sistema operacional Android 2.3 e mais avançados, mas em breve estará disponível para o sistema IOS, da Apple e Windows Phone, da Microsoft. A TN tentou falar com o aluno, mas a Uern não conseguiu localizá-lo. No TCC, Ailton Silva disse que o aplicativo “visa facilitar o processo de ensino-aprendizagem do sistema Braille (sistema universal de leitura e escrita usado por deficientes visuais)”,  sendo “um aplicativo educativo para auxiliar pessoas, com e sem deficiência visual, que queiram aprendê-lo”.

Funcionalidades
Transcreve texto em Braille, inserido por célula braile virtual interativa desenhada na tela do aparelho, para língua portuguesa. Nesta opção é possível enviar SMS com o texto transcrito (em português).

Transcreve texto em português, inserido através de um teclado convencional, para Braille.

Lista todos os sinais Braille e seus respectivos significados.

Possui um guia de referência sobre a grafia Braille para a língua portuguesa que permite consulta que apresenta o código Braille na grafia da língua portuguesa, suas regras e normas de aplicação.

Permite exercitar a leitura em Braille. São exibidas 10 palavras, individuais, escritas em Braille e o usuário tenta transcrevê-las para português.

Permite exercitar a escrita em Braille. São exibidas 10 palavras, individualmente, escritas em português e o usuário tenta transcrevê-las para Braille, por meio de célula braile virtual interativa desenhada na tela do aparelho.
Fonte: TCC/Ailton Luna e Silva/Site Tribuna do Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website