Aluno com Down que prestou Enem diz que se precisar, fará prova de novo

Descrição da imagem: foto do aluno Renan que é autista.Ele está mostrando seu papel de inscrição na porta da escola onde fez a prova. Atrás dele estão outros alunos.Depois de quatro horas e meia de prova,o estudante Renan Henrique Codogno, de 18 anos, que tem Síndrome de Down e prestou o Enem neste fim de semana em São José do Rio Preto (SP), saiu da sala onde fez o exame com o sentimento de dever cumprido. “Foi um fim de semana diferente para mim. Se precisar, vou fazer a prova o ano que vem”, afirma o estudante. 

Renan terminou recentemente o Ensino Médio e faz há dois meses um curso técnico na área de meio ambiente. Segundo a mãe de Renan, a psicopedagoga Sandra Maria Ferreira Codogno, a intenção da família era conseguir uma faculdade para ele nesta área. “Gostaríamos que ele fizesse a faculdade nesta área que ele gosta, mas em Rio Preto é difícil encontrar e não queremos deixá-lo ir para outra cidade”, afirma a mãe.

O estudante prestou os dois dias de prova em uma sala separada de outros alunos. Ele teve acompanhamento de mediadores durante toda a prova até a saída da faculdade onde foi realizado o Enem. A sala separada era para não atrapalhar os outros alunos, caso a mediadora precisasse ler alguma questão para ele.

Para a mãe de Renan, o mais importante não é a nota que ele irá tirar no Enem, e sim o esforço dele de prestar a prova. Para o estudante foram mais de oito horas de prova nos dois dias. “O objetivo maior foi mostrar que é possível quebrar esta barreira. A escola o preparou, assim como os outros alunos, durante o ano inteiro para o Enem, e não seria justo ele não fazer a prova. O Renan é a prova de que qualquer um pode se superar”, afirma a mãe.

A prova
A edição de 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começou neste sábado (8) com um recorde de 8.721.946 candidatos e mecanismos antifraude inéditos na história da prova. Neste ano, o custo da prova R$ 52 por aluno inscrito, segundo o Ministério da Educação. Neste sábado, o exame teve duração de quatro horas e meia e os candidatos tiveram duas provas: ciências humanas, com 45 questões, e ciências da natureza, também com 45 questões. Neste domingo, foram mais 45 questões de linguagens e 45 de matemática, além da redação.

Fonte: site G1.com Rio Preto e Araçatuba por Marcos Lavezo.

2 thoughts on “Aluno com Down que prestou Enem diz que se precisar, fará prova de novo

  1. ACHEI SENSACIONAL A VITÓRIA DO RENAN!
    NA FAMILIA TEMOS UM SOBRINHO COM SINDROME DE DOWN, ELE TEM 11 ANOS E NÃO SABE LER.
    SE VOCES PUDEREM ME AJUDAR COMO FAZER PARA ALBABETIZÁ-LO, FICARIA ETERNAMENTE GRATA. ELE ESTUDA EM UMA ESCOLA MUNICIPAL NA CIDADE, MAS NA VERDADE NA ESCOLA SO APRENDE SOCIALIZAR COM OS OUTROS ALUNOS.EM RELAÇÃO A CONTEÚDO NÃO É DADO A ELE A CHANCE DE APRENDER.
    SE PUDEREM ME AJUDAR,SE EXISTE METODO ESPECIAL PARA ALFABETIZÁ-LO, VOU CORRER ATRÁS.
    GRATA NÍVEA MORAMOS EM PEDRO LEOPOLDO MG

    • Olá Nívea, agradeço pelo seu contato e por acessar meu blog. Infelizmente não conheço um método específico de alfabetização, mas creio que a escola onde ele estuda tem esse dever em ensiná-lo. Peço que continue atenta às minhas postagens, caso eu saiba de um lugar ou profissionais específicos nessa área, vou postar aqui no blog.

      Atenciosamente,

      Fernando Tôrres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website