Projeto oferece aulas do EJA para pessoas com deficiência, em Manaus

Mais de três mil pessoas com deficiência (PCD) cadastradas no Sine Manaus poderão ter aulas do projeto Educação de Jovens e Adultos (EJA) de Ensino Fundamental e Ensino Médio. A ação é uma parceria entre o Serviço Social da Indústria (Sesi-AM) e a Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego eDesenvolvimento (Semtrad). O objetivo é qualificar pessoal e ampliar a concorrência para as vagas.

Para ter acesso ao curso, os PCDs cadastrados do Sine Manaus devem procurar o posto do serviço no Centro para obter uma ficha de inscrição e, depois de preenchidos os dados, devem entregar junto com documentos pessoais na unidade do SESI do bairro Alvorada, localizada na  Rua Vivaldo Lima, s/n. As inscrições vão até o dia 30 de agosto deste ano.

As serão ministradas a cada seis meses. A ação ocorrerá em três pontos específicos: no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste, nas instalações do próprio Sesi, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte, e na Zona Leste, em uma escola municipal a ser definida. As informações mais detalhadas serão repassadas aos estudantes no dia da matrícula.

A legislação de cotas para PCDs está prevista na Lei Federal 8.213/1991. Há mais de 20 anos em vigor, a legislação prevê que todas empresas com mais de 100 empregados destinem de 2% a 5% de suas vagas ao público portador de necessidades especiais.

No ano passado, 27,5 mil novos postos de trabalho destinados a PCDs foram criados no País, segundo dados do Ministério do Trabalho, chegando a 357,8 mil o número vagas ocupadas em todas as cidades brasileiras. Ainda segundo o Ministério, houve aumento de 20% presença de deficientes nas empresas nos últimos cinco anos nos estados brasileiros

O lançamento do projeto ocorreu, na tarde desta quinta-feira, na unidade do Sine Manaus, localizado no Edifício Garagem, na Avenida Floriano Peixoto, no Centro. Além de representantes da Semtrad e do Sesi, mais de 100 representantes de pessoas com deficiência de diversos bairros da capital compareceram ao encontro.

Fonte: site Jornal Floripa com foto de Prefeitura de Toledo / Divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website