Pessoas com deficiência e idosos poderão ser vacinadas em casa

O projeto de autoria da deputada Antonieta Amorim (PMDB) defende a vacinação de pessoas com deficiência física ou mental, assim como os idosos, nas suas respectivas residências, em função das dificuldades de locomoção e mobilidade reduzida deste público.

A intenção é beneficiar este público que precisa seguir tratamentos diferenciados e atenção maior do poder público. “Com esse método preventivo, pessoas idosas e portadoras de deficiências física ou mental serão beneficiadas, pois elas ficam impossibilitadas de ir aos locais de vacinação”.

A autora alega que a saúde é obrigação do Estado, e que cabe a ele garantir os direitos de todos, principalmente aqueles que possuem mais dificuldades e tem sua locomoção reduzida. “A acessibilidade deve estar presente nos locais públicos e os serviços de saúde”.

Ela também justifica que a vacinação é um método preventivo eficaz para se evitar diversas doenças, no entanto as difíceis situações enfrentadas pelas pessoas idosas e deficientes físicos têm dificultado o acesso do público aos serviços do SUS (Sistema Único de Saúde).

O projeto segue para as comissões permanentes da Assembleia, para depois ser votado em plenário pelos deputados estaduais. Caso seja aprovado, ainda passa pelo crivo do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que pode vetar ou sancionar a proposta.

ATENÇÃO: a fonte das matérias publicadas neste blog, sempre será indicada. Caso tenha alguma dúvida sobre a matéria ou algo nesse sentido, peço a gentileza em entrar em contato com os responsáveis pela a fonte.

Fonte: site Campo Grande News por Leonardo Rocha com foto de Assessoria/ALMS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website