Pastel solidário da Associação Catarinense de Deficientes

A Associação Catarinense de Deficientes (ACD) de Canoinhas estará realizando umaPastelada, na sexta-feira (9), em sua sede na Rua Major Vieira nº1227 no centro, das 9 horas da manhã até às 17 horas.

Descrição da imagem: Algumas voluntárias em uma cozinha preparando e colocando vários pastéis em cima da mesa.

O dinheiro arrecadado será utilizado para a manutenção da instituição. “Com o dinheiro da Pastel, iremos comprar materiais para os cursos, pagar conta da papelaria onde também compramos materiais que são usados nos grupos. Nesse caso vamos comprar telas e materiais para o curso de pintura em tela”, conta a coordenadora Franciele Geraldo.

A Associação Catarinense de Deficientes (ACD), oferece vários cursos, hoje a instituição conta com três grupos de convivência e fortalecimento de vínculos. Eles também auxiliam no encaminhamento para o mercado de trabalho, orientações a respeito do Beneficio de Prestação Continuada entre outros.

A instituição oferece fisioterapia e psicologia que atende na parte da assistência social, junto com os grupos de fortalecimento de vínculos. “Além disso, oferecemos o transporte adaptado aos associados. A importância do dinheiro arrecadado com o Pastel, é que a ACD vai pode oferecer os materiais necessários para os grupos poderem trabalhar e desenvolver suas atividades sem precisar os próprios associados comprar esse material”, comenta a coordenadora.

A coordenadora destaca a importância de a comunidade ajudar a entidade. “Gostaríamos de poder contar novamente com todos, pois a ACD está sem fazer o transporte dos associados, devido a dificuldades de manter o combustível da VAN, também peço se quem tiver interesse em nos ajudar com doação de ingredientes principalmente carne, ficaremos muito gratos”, afirma.

O preço do Pastel será de R$ 2,00 reais, encomendas acima de dez pastéis a ACD faz a entrega. Quem quiser fazer sua encomenda pode entrar em contato pelo telefone: 3622-7735.

 A ACD conta com a colaboração de todos!

Fonte: site O Planalto por Pollyana Martins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website