Ministro britânico demite-se por causa dos cortes no apoio a pessoas com deficiência

Duncan Smith, ministro do Trabalho e da Segurança Social, demitiu-se do governo Cameron por causa dos cortes no apoio as pessoas com deficiência que o chanceler do Tesouro, o equivalente britânico a ministro das Finanças, exigiu incluir no orçamento de Estado. Para Iain Duncan Smith, o governo “foi longe demais” e a opção de reduzir o apoio social aos cidadãos com deficiência é, na sua opinião “eminentemente política” e não uma medida necessária por razões económicas. 

Na carta de demissão que enviou ao primeiro-ministro David Cameron, e a que a “New Statesman” teve acesso, Duncan Smith escreve: “O senhor primeiro-ministro está consciente de que eu defendo de que os cortes deveriam ter sido muito mais leves para as famílias mais jovens e para os trabalhadores se tivesse havido vontade política de reduzir alguns dos benefícios dados aos cidadãos com pensões mais altas, mas tive de trabalhar com as restrições impostas pelo chanceler do Tesouro”.

O ministro demissionário afirma que os cortes nos benefícios sociais que constam do orçamento britânico “não são defensáveis num orçamento que favorece os cidadãos com salários mais elevados”. Os cortes que levaram agora à demissão do ministro do Trabalho estão a ser bastante contestados dentro do grupo parlamentar do Partido Conservador.

Fonte: site do Jornal i por Ana Sá Lopes com fotos de Alastair Grant/A. (Com aliterações).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website