Lutador de jiu-jitsu cego vence torneio para lutadores sem deficiência

Lutador de Jiu-jitsu que é deficiente visual está fazendo uma pose para foto e está usando em seu pescoço a medalha que ganhou.Imagine como é disputar uma competição totalmente às escuras. Agora, tente imaginar como é viver sem nunca ter enxergado, lutar jiu-jitsu em um campeonato com atletas sem deficiência e ainda sair vencedor. Algo impensável para muitos, mas não para Marcos Lima. Com deficiência visual desde que nasceu, o lutador de Suzano foi campeão de um torneio estadual de jiu-jitsu realizado em São Paulo no último fim de semana, pela categoria Senior 1.

– Quando me inscrevi as pessoas achavam que eu tinha de disputar com outro atleta deficiente, mas eu lutei contra um adversário sem deficiência e alcancei o objetivo. Tive de treinar a percepção de movimentos, além da percepção de distância, quando o inimigo está chegando ou à minha volta – explicou.

Apesar da conquista, o lutador começou a praticar jiu-jitsu apenas no último semestre de 2014. Completamente cego, ele nasceu com glaucoma congênito e até os 13 anos tinha somente 10% da visão, mas depois o quadro se agravou e ele perdeu totalmente a capacidade de enxergar.

Aos 37 anos, Marcos Lima diz que a vencer a competição contra lutadores sem deficiência foi o mais importante capítulo de sua vida, pois, segundo ele, foi assim que pôde mostrar que todo o esforço é válido e se tornar um exemplo. O próxima meta é conquistar o brasileiro de jiu-jitsu e conseguir a vaga para os Jogos Paralímpicos de 2016, no rio de Janeiro.

– Quero vencer o campeonato brasileiro em maio, mas meu objetivo é participar das Paralimpíadas no ano que vem. Quero ser um incentivo para as pessoas, mostrar que o esporte é para todos, que quando a gente luta e tem um foco, a gente alcança – completou.

Fonte: site Globo Esporte – Suzano SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website