Jovem denuncia que motoristas estão estacionando em vagas para deficientes

Cadeirante no estacionamento onde tem um carro em sua vaga.Revoltada com a falta de educação de alguns motoristas, que estacionam indevidamente em vagas destinadas para deficientes físicos, uma estudante de psicologia da Faculdade de Ciências Médicas – FACIME, escreveu um texto onde expôs em uma rede social o relato do caso, que segundo a estudante, sempre se repete. 

A estudante Naiane Martins, que é cadeirante, postou o texto na internet, depois de mais uma vez ver um carro estacionado na vaga sinalizada. “Na verdade esse caso vem se repetindo há dois anos e meio. Toda vez que eu chego na faculdade, eu tenho que entrar pelo estacionamento, porque pela entrada não tenho condições”, disse.

Na tarde desta segunda-feira (23), Naiane foi fazer uma visita a uma amiga no Hospital São Marcos, quando ela se deparou com um carro estacionado em frente à rampa. Indignado, o amigo que a acompanhava, tirou uma foto da situação. 

A estudante ligou para a STRANS e um guarda lhe disse que a rampa foi construída de forma irregular. “O guarda da tarde disse que era uma rampa construída pela UESPI, que por isso era irregular. Ele disse que quem deveria fazer as rampas era a SDU ou STRANS, porque não pode se construir de qualquer jeito, tem de ser feita por um engenheiro”, relata.

Na noite do mesmo dia, o mesmo voltou a acontecer e mais uma vez a jovem ligou para a STRANS, que enfim, multou um novo carro estacionado. No texto publicado a jovem que se dizia muito humilhada com toda a situação pediu aos internautas educação e bom senso e lembrou que “cadeirantes, mães com bebês e até mesmo uma pessoa que tenha mobilidade reduzida precisa de uma rampa para ir e vir”.

A jovem finalizou o texto publicado pedindo ironicamente que as pessoas respeitem as sinalizações. “Delicadamente gostaria de pedir a todas as pessoas que tem essa linda mania de colocar o carro em lugares proibidos entendam que eles não fazem isso só por fazer, tem função. Então, por favor, revejam sua educação!”, finalizou.

Fonte: Portal AZ por Mariana Duarte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website