Instituto da UFSCar oferece curso sobre Autismo

O Instituto LAHMIEI(Laboratório de Aprendizagem Humana, Multimídia Interativa e Ensino Informatizado), vinculado ao Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar),em São Carlos(SP), está oferecendo um curso de especialização em Análise do Comportamento aplicada ao indivíduo com o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Pais, professores e profissionais da saúde participam do curso.

O coordenador do Instituto LAHMIEI, também professor do curso, Dr. Celso Goyos, explica que o instituto vai atuar especificamente no tratamento e ensino de crianças com TEA.

Descrição da imagem: criança autista segurando um urso de pelúcia e de costas para quem tirou a foto.

Foto da internet.

O curso que tem duração de 21 meses, teve início em março de 2014 e já conta com duas turmas fechadas somando cerca de 110 alunos de todo o Brasil.

A partir de 2015, os participantes vão passar a atender as crianças com TEA e aplicar algumas das técnicas aprendidas, além de serem orientados por profissionais a avançar nas pesquisas.

Goyos afirma que quanto mais cedo a criança com TEA receber intervenção adequada, maior a chance da sua evolução.

Estudos mostram que cerca de 50% da população com TEA atendida consegue um desenvolvimento acadêmico significativo como, por exemplo, a possibilidade de um acompanhamento escolar satisfatório. “A maioria dos envolvidos com essa população procuram uma capacitação, tal como o curso de especialização, por não se considerarem preparadas o suficiente para ensinar essas pessoas”, conclui o professor.

Márcia Moreira Machado, 45, ficou sabendo do curso pela internet. A advogada, que mora em Atibaia(SP), tem um filho com TEA chamado Pedro, que hoje tem dez anos. Pouco antes do menino completar dois anos de idade, Márcia percebeu algumas mudanças no comportamento dele, que parou de ter contato físico e visual. Ela, que já fez vários cursos e participou de diversas palestras sobre autismo, resolveu dar início ao curso na UFSCar.

A advogada afirma que está adorando o curso e que o que mais a impressiona é a maneira como uma das disciplinas vem sendo conduzida, através de artigos científicos que estimulam e mostram uma outra visão a respeito dos estudos sobre o TEA.

Ela conta que já foi possível aprender algumas técnicas. Uma delas é a de emitir algum sinal ao filho, caso ele realize determinada atividade de maneira correta. Isso faz com que a criança associe o sinal ao sucesso, após a ação que ela pratica. Márcia recomenda o curso para outros pais que estejam interessados em se aprofundarem no assunto.

Definição do TEA

De acordo com a Organização Mundial da Saúde(OMS), o autismo é uma síndrome presente desde o nascimento ou que começa quase sempre durante os trinta primeiros meses.

Caracteriza-se por respostas anormais a estímulos auditivos ou visuais e por problemas graves quanto à compreensão da linguagem falada. A fala custa aparecer e, quando isto acontece, nota-se ecolalia, uso inadequado dos pronomes e da estrutura gramatical, uma incapacidade na utilização social, tanto na linguagem verbal quanto na corpórea.

Fonte: site da Uniara por Henrique Rodrigues Fontes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website