Iniciativa substitui código de banners por informações para pessoas com deficiência visual

Para navegar na internet, pessoas com deficiência visual utilizam um leitor de tela que lê todos os itens da página. Entretanto, nem todo conteúdo é acessível para esse público, como é o caso dos banners, que são lidos por códigos formados por diversas letras aleatórias. Para estimular o cumprimento da lei nº 13.146/2015 – que determina que os recursos de acessibilidade sejam obrigatórios em qualquer canal virtual -, nasceu o projeto “The Hacker Spot“, que vai tomar esses espaços muito mais inclusivos.

Apoiada pela Fundação Dorina Nowill para Cegos, a iniciativa substitui linguagem de programação dos banners de diversos anunciantes por spots informativos. Dessa forma, os espaços de anúncio são usados para trazer notícias sobre cursos, leis, dicas, eventos e experiência motivacionais para pessoas com deficiência visual. Agora, o leitor de telas deixou de ler uma série de letras aleatórias para transmitir mensagens como: “Olá, esse é o espaço da Fundação Dorina Nowill para Cegos. Para contribuir com a inclusão e autonomia de pessoas com deficiência visual, proporcionamos programas e cursos de reabilitação, educação especial, empregabilidade e acesso à informação. Pressione enter para acessar nosso site e saber mais”.

Quem quiser participar da campanha e tornar o banner do seu próprio site acessível, basta acessar www.thehackerspot.com.br e seguir o tutorial. Você também pode ter mais informações no vídeo abaixo:

ATENÇÃO: a fonte das matérias publicadas neste blog, sempre será indicada. Caso tenha alguma dúvida sobre a matéria ou algo nesse sentido, peço a gentileza em entrar em contato com os responsáveis pela a fonte.

Fonte: site 33 GIGA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website