Feira do livro com leitura em Braille do autor Fernando Pessoa

Feira do Livro da Poesia começa amanhã e tem atividades durante todo o fim-de-semana.

O bairro lisboeta de Campo de Ourique vai acolher a Feira do Livro de Poesia, a partir de quinta-feira e até 21 de março, para “aproximar escritores e leitores, poetas e moradores”, através de leituras, concertos e visitas guiadas.

O presidente da Junta de Freguesia de Campo de Ourique, Pedro Cegonho, disse hoje à Lusa que a iniciativa pretende “trazer os poetas e a poesia para a rua”, com os expositores de livros a ocupar o Jardim da Parada e com “um programa cultural imenso“, de entrada livre, a decorrer na Casa Fernando Pessoa, na Livraria Ler, na Igreja do Santo Condestável e no Instituto Feliciano Castilho.

Entre as principais atividades da segunda edição da Feira do Livro de Poesia, o autarca destacou “as mesas-redondas, pela diversidade dos temas e pela diversidade de autores que participam, uma formação de leitura em ‘braille’, em que vão experimentar ler um poema em ‘braille’ do livro ‘Mensagem”‘, de Fernando Pessoa, e as visitas culturais pelo bairro” de Campo de Ourique.

A Oficina de Teatro da Universidade Sénior de Campo de Ourique e o grupo CampOvivo vão ler poesia no Jardim da Parada, informou Pedro Cegonho, sublinhando o “envolvimento da sociedade civil, das instituições da freguesia”, na organização do evento.

As visitas guiadas vão ser “uma viagem pela história da urbanização do bairro, fazendo um ‘flashback’ à época em que Fernando Pessoa circulava pelas ruas de Campo de Ourique”, afirmou o autarca, referindo que vão ser feitas pela historiadora da Universidade Nova de Lisboa Susana Maia e Silva, no sábado e no domingo, às 10:00.

“Campo de Ourique é um bairro tão típico de Lisboa, acaba por ser singular. Costumamos dizer que somos uma aldeia no centro da cidade e é verdade”, considerou Pedro Cegonho.

No âmbito da Feira do Livro de Poesia, a Associação Promotora para o Ensino dos Cegos, sediada em Campo de Ourique, vai promover uma formação para “aprender e conhecer o sistema ‘braille'”, no sábado, às 15:00, na Livraria Ler.

A iniciativa conta também com vários concertos, desde a atuação de Ensemble Galhardia, na sexta-feira, às 21:00, na Igreja do Santo Condestável, à participação da Banda Filarmónica de Castelo Branco, no domingo, às 12:30, no Jardim da Parada.

As mesas-redondas vão “enriquecer” a feira com a discussão dos temas “Como é por dentro outra pessoa?”, na sexta-feira, às 18:00, e “O sexo é só um acidente?”, no sábado, às 18:00, na Casa Fernando Pessoa, adiantou o autarca, referindo que este local vai também acolher diversas oficinas de poesia.

A Feira do Livro de Poesia vai promover ainda uma visita guiada à Casa Fernando Pessoa, em Campo de Ourique, onde o poeta viveu os últimos 15 anos de vida, permitindo aos visitantes desvendar “as memórias e as histórias guardadas nos diferentes objetos e espaços desta casa”, na segunda, às 11:30 e às 15:00.

Organizada pela Junta de Freguesia de Campo de Ourique, a Livraria Ler e a Casa Fernando Pessoa, com curadoria da poetisa Ana Luísa Amaral, no âmbito do Dia Mundial da Poesia, que se celebra a 21 de março, a feira arranca na quinta-feira, às 19:00, no Jardim da Parada, com a presença do ministro da Cultura, João Soares, do presidente da Junta de Freguesia, Pedro Cegonho, e da vereadora da Cultura da Câmara de Lisboa, Catarina Vaz Pinto.

De acordo com o presidente da Junta de Freguesia de Campo de Ourique, a primeira edição do evento foi “um sucesso e ultrapassou completamente as expectativas”.

Este ano, a área de exposição de livros duplicou e “espera-se que o público também duplique”.

Questionado sobre o investimento na iniciativa, Pedro Cegonho disse que “não chega a 10 mil euros, os custos que são imputáveis à freguesia”.

Fonte: site DN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website