Contra obstáculos ‘aéreos’, brasileiro cria dispositivo para deficientes visuais

Além de buracos nas calçadas e outros obstáculos no chão, os deficientes visuais também precisam se desviar de objetos que estão no alto. Telefones públicos, placas, galhos, postes são objetos que também ficam no caminho daqueles que não possuem o sentido da visão. Pensando nisso, o estudante Rosemberg Martins teve a ideia de criar um dispositivo que alerta contra “perigos aéreos” para aqueles que não conseguem enxergar.
O projeto do aluno da Escola Técnica Rezende-Rammel (ETRR), do Rio de Janeiro, foi batizado de Guide – que, em inglês, significa “guia” ou “guiar”. Trata-se de um sensor de alta precisão que ajuda a evitar possíveis “barreiras” que possam aparecer no caminho, como carros ou motos estacionados em calçadas. “O funcionamento é bem simples. Quando o deficiente se depara com algum objeto, o protótipo, que é preso no braço, começa a vibrar alertando o usuário de um perigo iminente”, explica.
Idealizado por Martins e elaborado com os colegas de turma, o dispositivo foi construído com equipamentos leves e de baixo custo. A proposta era não fazê-lo pesado para facilitar a locomoção. Além disso, a manutenção não é onerosa e, na falta de energia, sua bateria ainda pode ser carregada pela tomada ou pela luz solar, tornando-o sustentável.
Martins acredita que os deficientes no País sofrem muito com a falta de mobilidade. E o projeto foi idealizado justamente para proteger a integridade física dessas pessoas durante a locomoção. “Todos nós temos o direito de ir e vir e o Guide vai proporcionar isso de maneira segura”, afirma.
Fonte: site Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website