Alunos gaúchos buscam recursos para impressora portátil em braille

Um grupo de alunos que cursa Informática no município de Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, desenvolveu uma impressora em braille. Criado para auxiliar deficientes visuais no ambiente escolar, o projeto busca colaboração de parceiros e investidores.

Sob a orientação do professor Rodrigo Barreto, Josiane Giannechini e João Lessa produziram a impressora em braille com um diferencial: ela funciona por meio do comando de voz.

“A ideia era fazer algo que não existia, mas que ao mesmo tempo ajudasse (alunos deficientes). Daí começamos pesquisar sobre impressoaras em braile. Então pensamos que a melhor forma de acessar é através da voz”, conta Josiane.

Para a ideia dar certo, primeiro os amigos criaram um aplicativo para celular, que transforma a voz em texto, e o texto em braille.

“Como ela precisa furar o papel, pegamos o cabeçote de impressão de uma impressora normal e acoplamos o motor dela, e colocamos uma agulha colada com uma massa. Ele faz a furação dela a partir dos comando do celular”, explica João.

Os alunos buscam recursos para criar um novo layout para a impressora, que a torne portátil. Interessados em participar do financiamento coletivo, podem entrar em contato pelo telefone 51 (51) 9 8412 5651 ou pelo e-mail.

Fonte: site G1.com RS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website