27 brasileiros se classificam para o Mundial Paralímpico

Detentor de 87 medalhas de ouro na história das Paralimpíadas, o Brasil atingiu outro resultado expressivo nesse domingo (23). Com o encerramento do Open Internacional Loterias Caixa de Atletismo e Natação, disputado no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, na capital de São Paulo, o país classificou 27 atletas para a disputa do Mundial, durante os três dias de prova. Em julho, ocorrem as competições de atletismo, em Londres, e, em outubro, as de natação na Cidade do México. O evento, que reuniu 316 competidores de oito países diferentes, serviu como primeira seletiva para a obtenção de índices.

Vice-presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado analisou o resultado com entusiasmo. “O balanço que fazemos é muito positivo, já que os atletas de atletismo têm ate junho e os de natação até agosto para fazerem os índices e mais da metade conseguiu a classificação neste primeiro evento, ainda em abril. Isso mostra a importância do Open realizado no Brasil. Nossa estratégia de subir o nível dos índices agora demonstra estar correta”, comemorou. Classificado no atletismo classe T38, o velocista Edson Pinheiro celebrou o fato de ter “tirado um peso das costas, estou emocionado e muito pilhado, agora é aproveitar e focar na preparação para Londres”, disse.

Classificados

O atletismo classificou 14 atletas, que tiveram seus índices classificatórios baseados nas melhores performances de 2016, ano dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Além disso, foram registrados dois recordes mundiais. Alessandro Rodrigo derrubou marca que perdurava desde 1998 no lançamento de disco classe F11 a 44,66 m. Na mesma prova, porém na classe F57, Thiago Paulino bateu recorde que pertencia a ele mesmo ao atingir marca de 48,04m. A disputa do Mundial ocorre entre os dias 14 e 23 de julho.

Já a natação selecionou 13 brasileiros, marca considerada surpreendente pelo técnico da equipe, Leonardo Tomasello. “Foi surpreendente por ser a primeira competição que vale índice, e ainda estamos em abril. Muitos deles estão fazendo programas para as nacionais e já saiu esse número grande de índices e com os tempos muito bons. É bem animador”, ratificou. A expectativa, ainda de acordo com Tomasello, é “levar de 20 a 22 atletas para o Mundial”, já que ainda haverá a disputa de duas etapas nacionais em junho e agosto. Entre as classificadas estão Joana Neves, Raquel Viel, Patrícia Santos e Cecília Araújo.

ATENÇÃO: a fonte das matérias publicadas neste blog, sempre será indicada. Caso tenha alguma dúvida sobre a matéria ou algo nesse sentido, peço a gentileza em entrar em contato com os responsáveis pela a fonte.

Fonte: site do jornal O Tempo por Rapahel Vidigal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website